Arte e Educação com Ênfase na BNCC

Pós-graduação / Especialização | Modalidade: EAD

O curso de pós-graduação lato sensu em Arte e Educação, com ênfase na Base Nacional Comum Curricular – BNCC, modalidade à distância, tem como objetivo conceder ao profissional de docência a possibilidade de atuar na elaboração, na execução, no acompanhamento de programas e nas atividades educativas na área de Arte. Propõe uma formação fundamentada na concepção social e crítica de educador e artista, com domínio e compreensão da realidade, com uma consciência que permita interferir na realidade escolar, cultural e artística no âmbito nacional e internacional, tendo a docência como base do campo educacional, em contextos escolares e não-escolares. Contribui ainda para o posicionamento crítico em relação às questões do ensino, sua estrutura, funcionamento e desenvolvimento da aprendizagem em disciplinas específicas, referentes à área de conhecimento denominada Arte e suas imbricações com a Educação, com base na BNCC.

Mercado de Trabalho

O profissional com especialização em Arte e Educação com ênfase na BNCC, estará capacitado a atuar em instituições de ensino públicas e privadas e espaços não escolares, tais como: centros culturais, organizações sociais, museus, além de empresas que desenvolvem projetos relacionados à arte, educação e cultura, atuando como agente educacional e cultural na área da Arte.
Ações oferecidas em polos de cultura, centros culturais e/ou projetos educacionais extracurriculares em escolas de educação básica, exige a presença do profissional especialista em Arte, cuja atuação está voltada ao encaminhamento de atividades pedagógicas e artísticas, envolvendo a criação de projetos educacionais interdisciplinares e apreciação em Arte.

Diferenciais e Metodologia

Os pressupostos pedagógicos que serão utilizados no curso atendem a um pensamento holístico de mediação com as diversas artes, suas pedagogias e linguagens: teatro, dança, música e artes visuais. A busca por uma formação integrada, ancorada por importantes intérpretes contemporâneos da pedagogia, da Arte e da cultura tornam-se o corolário do processo formativo, considerando os seguintes elementos na relação entre ensino e aprendizagem:

Autonomia – a pedagogia da autonomia proposta pelo educador brasileiro Paulo Freire, segundo o qual “quem ensina aprende ao ensinar, e quem aprende ensina ao aprender”, em sincronia com a visão dialética de suas propostas educativas. 
Territorialidade – a noção de território e de espacialização desenvolvida pelo geógrafo brasileiro Milton Santos, que entende o lugar, seja público ou privado, como o “espaço do acontecer solidário”. Visão sistêmica e sustentabilidade – a visão sistêmica do processo cognitivo, uma interpretação emprestada do físico e ambientalista austríaco Fritjof Capra, cuja abordagem absorve o todo sem abortar as particularidades que a oxigenam. A inspiração vem do conceito de que sustentabilidade é uma rede de relações flexível para se adaptar a condições mutáveis.

Em síntese, os processos de ensino e aprendizagem no curso estão fundamentados na pedagogia de projetos, estruturados a partir de um Eixo (ligado à pesquisa estética da linguagem estudada no Módulo), um Operador (eleição de pensadores que permitam estabelecer relações entre forma e conteúdo), um Material (temas levantados que nortearão os projetos dos discentes) e a definição de referências artísticas e pedagógicas que servirão de inspiradores criadores para a autoria dos projetos dos estudantes do curso.

Certificação

Universidade Brasil

VAGAS LIMITADAS | GARANTA A SUA